• Uriel Gonçalves

Como ter um cliente interativo e vencer na Low Touch Economy

Escrito por Uriel Gonçalves, head de conteúdo da YouGo


Até agora, todos os cenários apresentados levam em consideração um reinício lento e instável da economia. Empresas de todos os tamanhos vão precisar repensar como interagir com seus clientes. E precisará considerar, levando em conta a Low Touch Economy, toda uma gama de restrições, como distanciamento físico, proibição de viagens e precauções de higiene, há muitas oportunidades para repensar como criar relações de alto valor.


E agora eu separo pra ti uma série de dicas que vão te ajudar, então:


1. Aumente a confiança com o cliente.

A incerteza deixa a todos, especialmente os clientes, nervosos. Então, pergunte a si mesmo: como minha empresa pode ajudar a aliviar essa ansiedade?

SEJA TRANSPARENTE E CUIDADOSO

Estamos todos descobrindo como podemos melhorar juntos. Então, informe aos seus clientes as precauções que sua empresa está tomando para garantir a segurança dos clientes e funcionários. Tu tem pessoas trabalhando na linha de frente ou lidando com entregas? Então considere fazer verificações contínuas de temperatura ao longo do dia para verificar se estão livres de sintomas.


TORNE-SE PRÓXIMO, FAÇA VIRAR PESSOAL

A abordagem mais humana permite que você demonstre empatia e compreensão pelos clientes que atende e os desafios que enfrentam durante essa crise. Demonstre que a sua marca é mais do que um logotipo corporativo, coloque as pessoas e os funcionários que estão trabalhando nos bastidores à frente das conversas.


GERENCIE À COMUNICAÇÃO DE FAKE NEWS

Você pode até ter evitado se envolver em conspirações e tomar uma posição nas redes sociais, mas com tantas informações erradas espalhadas on-line, talvez seja a hora de reconsiderar essa estratégias. Os clientes estão procurando entender o que realmente está acontecendo nos seus negócios e a verdade por trás das notícias conflitantes. Seja claro sobre as tuas intenções e por que tu tomou determinadas decisões.


2. Nade contra a corrente do seu mercado.

Essa situação que estamos vivendo hoje está colocando muitas empresas que estavam no atrás na lista de preferência do cliente, na vanguarda. E muitas empresas antigas e de renome ficando pra trás. Isso porque todos estão sendo forçados a inovar durante uma recessão. Escolha o que torna sua marca única e aposte nisso, ao invés de seguir as mesmas ações e mensagens dos seus concorrentes.



TENTE UMA PROPOSTA DE VALOR DIFERENTE

Muitas empresas operam por anos com as mesmas premissas, enquadrando-se nas mesmas normas de todos e sucedendo às pressões do setor. Acredite, alguns empreendedores são tão "conservadores", que eu já cheguei a escutar, no não tão longínquo ano de 2008, que "redes sociais era só uma modinha que ia passar e não precisava estar nela para vender", porém o futuro nos mostrou algo diferente. É normal que as empresas esqueçam de pensar por si mesmas em tempos de crise. E essa redefinição global é o momento perfeito para fazer as coisas de maneira diferente e criar ainda mais valor para o cliente. Pergunte a si mesmo: que regras anterior não existem mais e como posso usar esse tempo para me diferenciar?


Por exemplo, no varejo, onde temos alguns clientes: muitos produtos não precisam de entregas no mesmo dia. Para muitos pedidos, isso é 100% um exagero. Então, por que não considerar mudar para opções de entregas mais lentas, criando novas possibilidades? Agrupe as entregas com outras lojas, com os clientes podendo atualizar e adicionar itens ao pedido no dia seguinte, usar opções de transporte alternativas e ecológicas para o criar valor ao seu cliente.


VÁ AO SEU CLIENTE QUANDO NÃO PUDEREM IR ATÉ VOCÊ

É possível fazer muito mais para interagir com os clientes do que apenas mudar para uma configuração remota. Quando você pára pra pensar sobre como resolver as necessidades dos clientes, você se dá conta que pode agregar valor a eles de novas maneiras. Por exemplo, no setor de viagens e hotéis? Por que não considerar oferecer conselhos sobre como criar uma experiência de hotel em casa.


3. Teste novas áreas de crescimento para criar valor.

Se o seu modelo de negócios atual não suporta o clima econômico atual, por que não tentar um algo mais drástico?

MUDE PARA CLIENTES DE UM NOVO SEGMENTO

Quem foi que te disse que você precisa continuar se concentrando na sua base de clientes atual? Você pode se concentrar em um segmento de maior valor para fazer negócios com quem pode se beneficiar dos serviços que você oferece no momento. Estamos vendo muitas empresas mudarem de um modelo B2C para B2B e vice-versa


MUDE PARA UM NOVO PRODUTO OU SERVIÇO

Toda empresa tem ativos e recursos em mãos. Avalie em que você é realmente bom e use isso para ter sucesso em um novo mercado. Você pode manter seus negócios atuais, além de lançar uma nova marca e um fluxo de receita totalmente novo.


Dois exemplos notáveis do negócio de eventos: STAGEKINGS normalmente ajuda na montagem de palcos e pistas para grandes eventos, agora eles mudaram para um produto totalmente novo: projetando mesas de trabalho para quem trabalha em casa. No mesmo mercado, a SXS EVENTS teve que repensar como gerar receitar. Como produtores de eventos, possuíam habilidades técnicas de produção de vídeo internamente, e eles usaram essa experiência para lançar uma nova marca, a INTELLIGO, para ajudar as pessoas na criação de cursos em vídeo on-line.


Estamos vivendo algo nunca antes visto pela nossa geração, é algo sem precedentes, e por isso precisamos nos recriar e adaptar, além disso, antes de tudo, é importante colocar as necessidades dos clientes em primeiro lugar. Somente a partir daí que o sucesso virá para a sua marca sair desta crise mais forte do que antes.

0 visualização

PORTO ALEGRE

Rua Giordano Bruno, 128 - Rio Branco

Porto Alegre | CEP: 90420 - 150

(51) 3062 7580

SÃO PAULO

Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 47.

Bairro Pinheiros - São Paulo, capital.

(11) 94300 2138

yougo® - agência de conexões | 2020